Vedação para Bombas de Polpa



[ O Produto ]
Vedação para Bombas de Polpa

A escolha do tipo mais adequado de vedação do eixo para os serviços de bombeamento de polpas é importante para minimizar a quantidade de manutenção necessária. As principais classificações de vedação de eixo usadas são: por sobreposta e centrífuga.

I – Vedação por Sobreposta (com injeção de água de selagem)

É o tipo de vedação mais comum, usado para selagem de bombas de polpa. Consiste de um certo número de anéis de gaxeta comprimidos dentro da caixa de gaxetas e sobre a luva do eixo. Este tipo de vedação requer contínua injeção de água limpa nas gaxetas para prevenir do aquecimento gerado pelo atrito entre as gaxetas e a luva do eixo, bem como impedir que a polpa entre em contato com a sobreposta, provocando desgaste prematuro dos mesmos. A injeção de água limpa deverá ser aplicada na vazão e pressão ideais para o perfeito funcionamento do equipamento. A pressão da água deverá ser sempre 0,35 Kgf/cm2acima da pressão de recalque da bomba e a vazão será especificada pelo fabricante, conforme o tamanho da bomba.

Para a adequada operação da vedação, o eixo da bomba deve ser robusto, evitando que a carga em balanço do rotor produza deflexão e vibração do eixo em relação à caixa de gaxetas.

* Vantagens:

  • Vida útil mais longa do sistema de selagem (gaxetas, luva do eixo, caixa gaxeta);
  • Pode ser usado para quaisquer condições operacionais (baixa pressão da sucção, alta pressão da sucção, bombas operando em série, sucção negativa - bomba não afogada), etc.

* Desvantagens:

  • É necessário disponibilidade de água limpa na vazão e pressão necessária para a perfeita vedação;
  • Há vazamento de parte da água injetada no sistema de selagem, causando umidade no local;
  • Não é aconselhável para polpas corrosivas.

II – Vedação Centrífuga (sem injeção de água de selagem)

Numa bomba vedada centrifugamente, um pequeno rotor, algumas vezes denominado expelidor, está situado numa câmara separada atrás da câmara principal da bomba. O expelidor tende a bombear de volta qualquer vazamento que possa escapar por trás do rotor e assim impede a polpa de alcançar o eixo quando a bomba está operando. A pressão desenvolvida pelo expelidor atua em série com a pressão desenvolvida pelas aletas traseiras do rotor para produzir uma pressão maior do que aquela desenvolvida pelas aletas de bombeamento do rotor. Providenciando-se para que a pressão na entrada de sucção da bomba seja menor do que a pressão desenvolvida pelo expelidor, a vedação centrífuga será eficaz e a bomba quando funcionando operará sem vazamento.

Para impedir vazamento quando a bomba não está funcionando, uma vedação auxiliar de eixo deve ser fornecida. Dois tipos de vedação auxiliar comumente usados são guarnição sobreposta lubrificada com graxa ou vedações com a borda de borracha.

As principais vantagens da vedação centrífuga sobre a vedação sobreposta com fluxo de água são:

* Vantagens:

  • Não é necessário suprimento de água para vedação;
  • Não há vazamento do eixo quando a bomba está funcionando;
  • A polpa não é diluída pela água da vedação;
  • A manutenção da luva do eixo e da gaxeta de vedação é reduzida.

* Desvantagens:

  • Não pode ser usado quando a pressão da sucção é acima de 10% da pressão de recalque (para evitar vazamento);
  • Não pode ser usado em bombas com sucção negativa (não afogada);
  • Só é eficiente para bombas operando com rotações mais altas. Por isso, é mais eficiente somente para bombas pequenas;
  • Não recomendável para bombas grandes com rotações baixas (provoca muito vazamento de polpa pelo sistema de vedação, causando desgaste prematuro no mesmo);
  • Não pode ser usado em bombas operando em série.



[ Leia ]
Catálogos Técnicos